Proposta: Anões

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Proposta: Anões

Mensagem por dr_Hardman em Qui Jun 27, 2013 9:13 am

Anões Comuns



Descendentes de Tyrun. Perderam seu reino, e sua deusa, e por isso prestam-se a reinos humanos como Lyon e o Império. Foram responsáveis por obras como o Canal de Geneza, os Trebouchets, e o Forte Hamsfull.

Com a morte da Deusa Hannah, eles passaram a raspar as barbas totalmente, e a carregar grande preconceito contra os anões que não o façam. Ainda mantém sua família real, mas sem nenhum poder político.

São os anões mais comuns e populosos, uma vez que aderiram às cidades humanas. Ainda assim, a fisionomia dos anões anteriores à Guerra da magia é mais presente no mundo, e muitas vezes eles são confundidos com Nubelungos.



D&d 3.x: Como os anões do Livro dos jogos (Hill Dwarfs), com as seguintes modificações:



Atributos: +2 em Constituição e -2 em Sabedoria. Os seguidores de Hannah tornaram-se cordiais e respeitosos com as demais raças. Mas sentem um vazio espiritual em seu âmago.

Bônus de salvamento +3 ao invés de +2

Troca a Visão no Escuro por Visão na Penumbra.





Nibelungos



Antiga facção arcanista dos anões, especializado em forjas mágicas e em magia rúnica (criadores da "antiga magia anã?"). Receberam grande prestígio durante a Era da Magia, mas durante a guerra, deram as costas aos seus primos e aliaram-se aos magos. Por sua capacidade de aliar armaduras com itens de proteção sofrendo menor falha arcana, serviam como linha de frente nas fileiras arcanistas e tornavam os acessos campais em verdadeiros "campos minados" com suas runas.

Derrotados, os sobreviventes se renderam ao Castelo de Ferro. Mas foram rejeitados pelos anões e temidos pelas outras raças, tornando-se proscritos. Existem poucas comunidades nibelungo pelo mundo, a maioria em Wizarlah.

Nibelungos são de uma tonalidade pálida, e são conhecidos pelas orelhas mais protuberantes e arredondadas. Não usam barbas. São consideravelmente menos robustos que seus primos anões.



D&d 3.x



Atributos: +2 em Inteligência, -2 em Carisma.

Tamanho: Médio

Deslocamento: Como criatura pequena (6 metros). Não possui bônus de carga dos anões

Visão no escuro 18 metros

Aptidão arcana: Bônus racial de +2 para notar armadilhas ou peculiaridades de origem arcana, como maldições, armadilhas, runas, alarmes, ilusões, portas secretas, transmutação, qualquer coisa que esteja diferente do natural por motivo de magia. Um nibelungo que chegue a 3 metros de alguma magia oculta da forma descrita acima pode fazer um teste de procurar como se estivesse ativamente procurando.

Armoaria eficaz: Nibelungos recebem apenas metade da penalidade de falha arcana quando usando armaduras metálicas.

Nibelungos não ganham estabilidade dos anões.

Bônus raciais:

- +2 nos salvamentos contra venenos, magias e habilidades similares a magia.

- +1 no ataque contra usuários de magia divina.

- +4 no CA contra criaturas do tipo Gigante (incluindo ogros, trolls, etc.).

- +2 nos testes de avaliar e ofícios envolvendo armas e itens mágicos.

Idiomas: Anão, Melinês, dracônico. Idiomas bônus: Gigante, orc, Terran, subterrâneo.

Classe favorita: Mago





Anões das Armas



Facção de adoradores de Othen, abandonaram Tyrun ainda na Era dos Reinos Antigos, formando cidades-fortalezas no subterrâneo em pontos estratégicos para manter as "fronteiras anãs". Contudo, não puderam manter a posição indefinidamente, e eventualmente o reino caiu.

Os Anões das Armas rumaram para o norte, além do território onde hoje é Lyon. Formaram comunidades mínimas até o estouro da Guerra da Magia, onde serviam diretamente a Othen. Seu rei-general era um anão chamado Belkarl, que comandou uma derradeira batalha anterior à batalha final.

Os Anões das Armas quase foram extintos. Mas com a decisão racial de raspar as barbas, Othen sentiu-se ofendido. Devolveu a vida a sete famílias, liderados pelo general Belkarl - agora Deus Anão das Fortalezas. Sua cidade sagrada é chamada de Dol'Oan (Torres das armas, ou Forte das Armas). Mas os anões das Armas também viajam solitariamente reunindo tesouros e segredos do tempo de glória anã. Assim, são os mais comuns aventureiros anões conhecidos.

Os Anões das Armas possuem pele variando do vermelho ao bronzeado. Mantém as barbas, pois para ele, o sacrifício de Hannah foi um sacrifício digno.



d&d 3.x: Como os anões do Livro dos jogos (Hill Dwarfs)







Anões do Penhasco



Ramo que surgiu nas cordilheiras anexas ao Mar Caspeeo, mas possuíram sempre o espírito dos anões. Possuem narizes redondos e pele de um ton marrom. Curiosamente, seus queixos não possuem barbas, mas seus bigodes tornam-se volumosos e fortes o suficiente para servir de cordas improvisadas. Alguns seguem a orientação de Tyrun e raspam mesmo os bigodes, mas é muito comum os anões bigodudos.

Talentosos em esculpir rocha, possuem as pontas dos dedos duras como pedras, sendo capazes até mesmo de firmar-se em paredes íngremes. Durante a Guerra da Magia, eles abrigaram refugiados humanos de onde se tornaria o reino da Doravânia. Graças a esta providência, milhares de vidas foram salvas, e os Anões do penhasco formaram o reino junto com os humanos, mas sempre enraizado no ocidente, especialmente com a Guerra Civil.

Famosos por obras exóticas, seus arquitetos são responsáveis por feitos incríveis como a Cidade dos Nove Níveis e a Bigorna de Thuyr, a fortaleza que praticamente definiu a guerra doravaniana.



d&d 3.x: Como os anões do Livro dos jogos (Hill Dwarfs), com as seguintes modificações:



Troca Estabilidade e a capacidade de ignorar cargas em seu deslocamento por +4 em saltar e escalar.

Bônus racial de +2 em arquitetura, acumulável com stonecunning.



Sugestões:

Anões do gelo (Durar)

Anões duegar (presos no subterrâneo)

Anões demoníacos

Anões do programa Pânico

Anões de Jardim

Nelson Ned

Tyrion Lanister

Irmão Caçula


Última edição por dr_Hardman em Qui Jun 27, 2013 12:11 pm, editado 1 vez(es)
avatar
dr_Hardman

Mensagens : 170
Data de inscrição : 27/05/2013

Ficha do Personagem
Escala de Poder: Heróica

Ver perfil do usuário http://drhardman.blogspot.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Proposta: Anões

Mensagem por Mago D'Zilla em Qui Jun 27, 2013 11:47 am

Anões Comuns: salientamos e insistimos que a maioria deles mantém BARBAS CURTAS, rentes ao rosto;

Recomendo salientar a proficiência preferencial dos anões pelas artes e técnicas da forjaria, as quais dominam com tal maestria que são capazes até mesmo de transferirem aos produtos seus bônus naturais de ataque e defesa contra magia; teria sido esta a característica que os tornou fundamentais na fundação do Castelo de Ferro e no desenvolvimento das formas de combate à magia utilizados pelos Caçadores de Magos.

Duendes: já há RC anterior que os aborda no cenário, que inclusive os caracteriza como raça distinta;
avatar
Mago D'Zilla

Mensagens : 55
Data de inscrição : 25/06/2013
Idade : 52
Localização : Sumpolis

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Proposta: Anões

Mensagem por dr_Hardman em Qui Jun 27, 2013 12:05 pm

Bem, a proposta da barba rente tem minha apreciação...

... "apreciação" é uma palavra forte. Digamos, se for a vontade de Meliny não tenho ganas de batalha. Entre Dunga e barba rente, prefiro Barba Rente.

Anões transferem seus bonus raciais a armas?!? Não me lembro...

Sobre os duendes:
Chamo os meus de outra coisa. Comente a raça "Nibelungos".


Última edição por dr_Hardman em Qui Jun 27, 2013 12:12 pm, editado 1 vez(es) (Razão : Decidi chamar "duendes" de Nibelungos)
avatar
dr_Hardman

Mensagens : 170
Data de inscrição : 27/05/2013

Ficha do Personagem
Escala de Poder: Heróica

Ver perfil do usuário http://drhardman.blogspot.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Proposta: Anões

Mensagem por dr_Hardman em Qui Jun 27, 2013 1:51 pm

avatar
dr_Hardman

Mensagens : 170
Data de inscrição : 27/05/2013

Ficha do Personagem
Escala de Poder: Heróica

Ver perfil do usuário http://drhardman.blogspot.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Proposta: Anões

Mensagem por dr_Hardman em Seg Jul 01, 2013 2:10 pm

avatar
dr_Hardman

Mensagens : 170
Data de inscrição : 27/05/2013

Ficha do Personagem
Escala de Poder: Heróica

Ver perfil do usuário http://drhardman.blogspot.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Proposta: Anões

Mensagem por dr_Hardman em Seg Jul 01, 2013 8:53 pm

avatar
dr_Hardman

Mensagens : 170
Data de inscrição : 27/05/2013

Ficha do Personagem
Escala de Poder: Heróica

Ver perfil do usuário http://drhardman.blogspot.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Proposta: Anões

Mensagem por Armageddon em Seg Jul 01, 2013 9:44 pm

Quanto às regras, não posso pitacar muito. Mas, caso a caso:

Anões: barbas rentes ao invés de raspadas.

Nibelungos: acho desnecessário uma raça "arcana". Eles podem ser apenas um clã ou uma casa entre os anões comuns.

Anões de Armas: eu gostava mais da ideia deles não seguirem a religião de Hannah simplesmente desde o início e resolveram seguir caminhos diferentes do que ficarem ofendidos por causa das barbas alheias e por um motivo destes largarem cinco milênios de tradição anã.

Anões dos Penhascos: lembro da ideia original, mas não lembro desse lance de usar barba como corda. Por favor, não siga em frente com essa linha. Eles estarem habituados a viver escalando nas encostas era tão melhor que assusta!Laughing 

Anões do Gelo não seriam Durar (que são os 'comuns' pela denominação que chegamos aqui. Estes abandonaram o reino anão de Forgia, muito antes de Tyrun, durante o Grande Inverno. São bárbaros e praticamente proscritos da raça.

(A ideia de anões que ainda vivem nos subterrâneos dos reinos caídos é boa)

_________________
avatar
Armageddon

Mensagens : 120
Data de inscrição : 27/05/2013
Idade : 34
Localização : Timbó, SC

Ficha do Personagem
Escala de Poder: Heróica

Ver perfil do usuário http://www.rpgista.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Proposta: Anões

Mensagem por dr_Hardman em Seg Jul 01, 2013 10:03 pm

- Anões comuns: Creio que todos aprovaram, menos o Dead...
- Nibelungos: Não é raça, é subtipo. Da mesma forma que há anões com penalidades em SAB ao invés de CHA, teria um subtipo diferente. (era melhor se fossem duendes, mas Deeeexa pra lá)
- Anões das Armas: Foi um Brainstorm, caso o "Até o menor dos Súditos..." não fosse derrubado. Devolvê-los ao alinhamento não condena o RC. Aguardemos outras manifestações.
- Anões Bigodes: Estava indo atrás de peculiaridades... Posso ter errado a mão. Eu tal as costeletas?
- Anões bárbaros do gelo... Que tal trocar a proficiência em rocha e metal por gelo? Tem pouca duração (exceto gelo eterno) mas é um material abundante no extremo sul. Trocar Darkvisiom por termovisão?
- Anões loucos presos pela "antiga magia anã" foi mencionados por Dead. Vamos ouvir suas idéias para eles... Até o Menor dos Súditos de Meliny tem direito a opinião e preferência por RCs.
avatar
dr_Hardman

Mensagens : 170
Data de inscrição : 27/05/2013

Ficha do Personagem
Escala de Poder: Heróica

Ver perfil do usuário http://drhardman.blogspot.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Anões, Versão 2:

Mensagem por dr_Hardman em Ter Jul 02, 2013 10:07 am

Anões Comuns



Descendentes de Tyrun. Perderam seu reino, e sua deusa, e por isso prestam-se a reinos humanos como Lyon e o Império. Foram responsáveis por obras como o Canal de Geneza, os Trebouchets, e o Forte Hamsfull.

Com a morte da Deusa Hannah, eles passaram a raspar as barbas rentes ao rosto, e a carregar grande preconceito contra os anões que não o façam. Ainda mantém sua família real, mas sem nenhum poder político.

São os anões mais comuns e populosos, uma vez que aderiram às cidades humanas. Tornaram-se depressivos e cordiais para com as demais raças, e suas aventuras resumem-se quase na totalidade em busca de pistas ou presságios do paradero da Deusa Morta Hannah.


D&d 3.x: Como os anões do Livro dos jogos (Hill Dwarfs), com as seguintes modificações:


Atributos: +2 em Constituição e -2 em Sabedoria. Os seguidores de Hannah tornaram-se cordiais e respeitosos com as demais raças. Mas sentem um vazio espiritual em seu âmago.

Bônus de salvamento +3 ao invés de +2

Troca a Visão no Escuro por Visão na Penumbra.



Anões Nibelungos



Originalmente uma antiga facção arcanista dos anões, especializado em forjas mágicas e em magia rúnica e criadores da "antiga magia anã?". Sua evolução paralela e mais centrada no intelecto os tornou uma das raças mais inteligentes do mundo, mas consideravelmente menos robustos que os demais anões.
Receberam grande prestígio durante a Era da Magia, mas durante a guerra, deram as costas aos seus primos e aliaram-se aos magos. Por sua capacidade de aliar armaduras com itens de proteção sofrendo menor falha arcana, serviam como linha de frente nas fileiras arcanistas e tornavam os acessos campais em verdadeiros "campos minados" com suas runas.

Derrotados, os sobreviventes se renderam ao Castelo de Ferro. Mas foram rejeitados pelos anões e temidos pelas outras raças, tornando-se proscritos. Existem poucas comunidades nibelungo pelo mundo, a maioria em Wizarlah.

Nibelungos são de uma tonalidade pálida, e são conhecidos pelas orelhas mais protuberantes e arredondadas. Não usam barbas. São consideravelmente menos robustos que seus primos anões.



D&d 3.x



Atributos: +2 em Inteligência, -2 em Carisma.

Tamanho: Médio

Deslocamento: Como criatura pequena (6 metros). Não possui bônus de carga dos anões

Visão no escuro 18 metros

Aptidão arcana: Bônus racial de +2 para notar armadilhas ou peculiaridades de origem arcana, como maldições, armadilhas, runas, alarmes, ilusões, portas secretas, transmutação, qualquer coisa que esteja diferente do natural por motivo de magia. Um nibelungo que chegue a 3 metros de alguma magia oculta da forma descrita acima pode fazer um teste de procurar como se estivesse ativamente procurando.

Armoaria eficaz: Nibelungos recebem apenas metade da penalidade de falha arcana quando usando armaduras metálicas.

Nibelungos não ganham estabilidade dos anões.

Bônus raciais:

- +2 nos salvamentos contra venenos, magias e habilidades similares a magia.

- +1 no ataque contra usuários de magia divina.

- +4 no CA contra criaturas do tipo Gigante (incluindo ogros, trolls, etc.).

- +2 nos testes de avaliar e ofícios envolvendo armas e itens mágicos.

Idiomas: Anão, Melinês, dracônico. Idiomas bônus: Gigante, orc, Terran, subterrâneo.

Classe favorita: Mago





Anões das Armas



Facção de adoradores de Othen, abandonaram Tyrun ainda na Era dos Reinos Antigos, formando cidades-fortalezas no subterrâneo em pontos estratégicos para manter as "fronteiras anãs". Contudo, não puderam manter a posição indefinidamente, e eventualmente o reino caiu.

Os Anões das Armas rumaram para o norte, além do território onde hoje é Lyon. Formaram comunidades mínimas até o estouro da Guerra da Magia, onde serviam diretamente a Othen.

Os Anões das Armas possuem pele variando do vermelho ao bronzeado. Mantém as barbas, pois para ele, o sacrifício de Hannah foi um sacrifício digno.



d&d 3.x: Como os anões do Livro dos jogos (Hill Dwarfs)





Anões do Penhasco




Ramo que surgiu nas cordilheiras anexas ao Mar Caspeeo, mas possuíram sempre o espírito dos anões. Possuem narizes redondos e pele de um ton marrom. Curiosamente, seus queixos não possuem barbas, mas seus bigodes tornam-se volumosos. Alguns seguem a orientação de Tyrun e raspam mesmo os bigodes, mas é muito comum os anões bigodudos.

Talentosos em esculpir rocha, possuem as pontas dos dedos duras como pedras, sendo capazes até mesmo de firmar-se em paredes íngremes. Durante a Guerra da Magia, eles abrigaram refugiados humanos de onde se tornaria o reino da Doravânia. Graças a esta providência, milhares de vidas foram salvas, e os Anões do penhasco formaram o reino junto com os humanos, mas sempre enraizado no ocidente, especialmente com a Guerra Civil.

Famosos por obras exóticas, seus arquitetos são responsáveis por feitos incríveis como a Cidade dos Nove Níveis e a Bigorna de Thuyr, a fortaleza que praticamente definiu a guerra doravaniana.



d&d 3.x: Como os anões do Livro dos jogos (Hill Dwarfs), com as seguintes modificações:


Troca Estabilidade e a capacidade de ignorar cargas em seu deslocamento por +4 em saltar e escalar.

Bônus racial de +2 em arquitetura, acumulável com stonecunning.



Anões do gelo


(em elaboração)



Duergar

Os anões loucos, declararam guerra a Tyrun. Foi necessário a aliança do reino de Tyrun com os Nibelungos para aprizioná-los. Mas indivíduos e pequenas caravanas familiares escaparam e podem ser encontrados pelos subterrâneos.

Esses malignos anões são carecas (mesmo as fêmeas) e vestem-se com roupas apropriadas á camuflagem nas rochas e na escuridão. Em seus covis, usam jóias e possuem gosto pelas artes em metais preciosos como seus primos, mas em regra, são produto de saque e roubo.

d&d 3.x: Como os anões Duergar do Livro dos jogos

- Carisma -4 ao invés de -2
- dobro do alcance da visão no Escuro de um anão
- Imunidade a paralisia, efeitos fantásmicos e a veneno;
- +2 bônus contra encantamentos e habilidades similares
- Possuem as seguintes habilidades sobrenaturais:
1 vez ao dia: Crescer Pessoa; Invisibilidade. Como mago com o dobro do nível do Duegar (mínimo 3º). Apenas o próprio Duegar e seus pertences.
- Sensibilidade à luz: fica confuso se sair com sol a pino ou no raio do feitiço "luz do dia".
- Bonus raciais:
+4 em furtividade
+1 em ouvir e observar
- Idiomas automáticos: Comum, Anão e subterrâneo. Idiomas bônus: Dracônico, Gigante, Orc, Terran.
- Não possui familiaridade anã com as armas: Machado Anão e Urgosh.
- Ajuste de nível: +1
avatar
dr_Hardman

Mensagens : 170
Data de inscrição : 27/05/2013

Ficha do Personagem
Escala de Poder: Heróica

Ver perfil do usuário http://drhardman.blogspot.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Proposta: Anões

Mensagem por Cavaleiro Morto em Ter Jul 02, 2013 11:18 am

Alguns pontos:

* Eu gostaria de foco nos textos e não em regras, misturado como está atrapalha o entendimento do mesmo Smile. Isso é válido para todos os RCs, afinal nem decidimos se Meliny vai usar um sistema oficial e se usarmos qual ele seria.

* O meu questionamento sobre anões é o seguinte, qual é a raça padrão de anões de Meliny? Os tipos incomuns ou os raros podem ficar depois.

* A ideia inicial era trabalhar o cenário sem nenhum reino anão, no máximo ruínas ou uma ou outra cidade anã. Isso fica ou pretendem mudar também?

_________________
[]s

Cavaleiro Morto
avatar
Cavaleiro Morto

Mensagens : 73
Data de inscrição : 27/05/2013
Idade : 38
Localização : Guaratinguetá/SP

Ficha do Personagem
Escala de Poder: Heróica

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Proposta: Anões

Mensagem por dr_Hardman em Ter Jul 02, 2013 11:25 am

1 - Este não é o RC. é a proposta. Linhas gerais. O D&d serve para mostrar "como funciona". Em um eventual suplemento Meliny D&D teríamos isso... as seguintes deriam o 3d&t alfa, e o que for solicitado.

2 - Boa pergunta. A princípio os "anões comuns"...

3 - a idéia inicial permanece: Houve um reino anão antigo. Podem ter havido bandeirantes ou proscritos e etc... Hoje, não existe nenhum reino anão.

Qual a SUA visão? Existe uma "elite anã" em alguma das várias cidades influenciadas por eles nas proximidades da velha Tyrun? Eu realmente não achei nada para me basear.

De qualquer forma, este é a proposta, não o RC. Decidimos as miudesas, mudamos nomes, e etc. Uma vez determinado, alguém assume o RC e escreve com mais detalhes, costumes, e etc.
avatar
dr_Hardman

Mensagens : 170
Data de inscrição : 27/05/2013

Ficha do Personagem
Escala de Poder: Heróica

Ver perfil do usuário http://drhardman.blogspot.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Proposta: Anões

Mensagem por Cavaleiro Morto em Ter Jul 02, 2013 12:16 pm

dr_Hardman escreveu:1 - Este não é o RC. é a proposta. Linhas gerais. O D&d serve para mostrar "como funciona". Em um eventual suplemento Meliny D&D teríamos isso... as seguintes deriam o 3d&t alfa, e o que for solicitado.

2 - Boa pergunta. A princípio os "anões comuns"...

3 - a idéia inicial permanece: Houve um reino anão antigo. Podem ter havido bandeirantes ou proscritos e etc... Hoje, não existe nenhum reino anão.

Qual a SUA visão? Existe uma "elite anã" em alguma das várias cidades influenciadas por eles nas proximidades da velha Tyrun? Eu realmente não achei nada para me basear.

De qualquer forma, este é a proposta, não o RC. Decidimos as miudesas, mudamos nomes, e etc. Uma vez determinado, alguém assume o RC e escreve com mais detalhes, costumes, e etc.

1 - Eu prefiro deixar toda mecânica de lado, normalmente ela não acrescenta nada para quem não conhece o sistema ou cria brigas entre aqueles que o conhecem Smile

2 - Certo, então nos foquemos neles Smile

3 - Expandindo:

Na última versão da história temos 2 reinos anões antigos, o primeiro deles, o do norte, caiu antes do Grande Inverno, então só sobrou o reino de Forgia no sul que é a origem de tudo que temos dos anões do Grande Inverno para frente.

Forgia veio a cair na ascensão de Lutia/Confraria dos Necromantes, deixando apenas cidades-fortalezas no continente sul e grupos de refugiados anões. Na Guerra da Magia temos o fim das cidades-fortalezas anãs, restando apenas uma delas em Deanor.

Aqui neste ponto eu coloquei a migração da nobreza anã restante no sul para Tyrun, deixando para trás os anões que eram menos-nobres em Deanor. Tyrun era um pretenso reino anão, mas que tinha o tamanho de uma das cidades-fortalezas de antigamente, tendo durado da Guerra da Magia até o meio da Nova Era. Eles caíram por motivos não conhecidos e se integraram a Lyon, acabando com a última linhagem real conhecida dos antigos reinos anões.

Respondendo a pergunta, a maior comunidade anã conhecida em Meliny e que tem origem nos antigos reinos anões ainda está em Deanor. A nobreza anã foi praticamente extinta na queda de Tyrun, mas os seus costumes são preservados pelos anões sobreviventes que passaram a viver em Lyon.

Explicando a minha visão sobre os anões, lembrando que o RC dos anões que postei não era meu Smile :

* Anões são um povo honrado, quando digo honrado eu me refiro a manter sua palavra e toda a parte de não trair as suas alianças, que se divide entre aqueles que buscam avidamente por sua deusa para restaurar a glória do seu povo e por aqueles que ainda estão em luto por conta da morte da sua deusa. Ambos os tipos usam barbas rentes e são fiéis a Hannah. Eles seriam o anão padrão do cenário.

* Os outros tipos de anões são variados, normalmente cultivam as suas barbas e não mostram apreço a deusa Hannah ou escolheram deixá-la ir. Podemos ter os anões bárbaros, os clãs que abraçaram outro deus ou anões inovadores demais para o pragmatismo da sua raça. Eles são as linhagens que diferem do padrão, sendo incomuns ou raras no cenário.

_________________
[]s

Cavaleiro Morto
avatar
Cavaleiro Morto

Mensagens : 73
Data de inscrição : 27/05/2013
Idade : 38
Localização : Guaratinguetá/SP

Ficha do Personagem
Escala de Poder: Heróica

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Proposta: Anões

Mensagem por dr_Hardman em Ter Jul 02, 2013 1:28 pm

Cavaleiro Morto escreveu:
1 - Eu prefiro deixar toda mecânica de lado, normalmente ela não acrescenta nada para quem não conhece o sistema ou cria brigas entre aqueles que o conhecem Smile

Bem, eu posso mudar para descrição textual. Ex.: "Anões comuns teriam uma visão aguçada e enchergam com pouca luz. Anões das Armas enxergam na escuridão total até trinta metros de distância. Duegar, Sessenta.

Cavaleiro Morto escreveu:
Na última versão da história temos 2 reinos anões antigos, o primeiro deles, o do norte, caiu antes do Grande Inverno, então só sobrou o reino de Forgia no sul que é a origem de tudo que temos dos anões do Grande Inverno para frente.

Bom... Outra raiz familiar! Que bom! Anterior aos reinos antigos? Perfeito! Misterioso e divergente o suficiente para possíveis sobreviventes adotar costumes diversos!


Cavaleiro Morto escreveu:
Aqui neste ponto eu coloquei a migração da nobreza anã restante no sul para Tyrun, deixando para trás os anões que eram menos-nobres em Deanor. Tyrun era um pretenso reino anão, mas que tinha o tamanho de uma das cidades-fortalezas de antigamente, tendo durado da Guerra da Magia até o meio da Nova Era.

Isso se chama "cidades estados".

No guia completo para os anões do D&D mostram que os pequenos não eram tão apegados á Terra em si, "importante demais para ter um dono". Costumavam a alternar entre coletores/caçadores e comerciantes, uma ou outra "fazenda" de cogumelos, mas a terra, não sendo ameaças se aproximando, era de boa. Humanos que inventam fronteiras e etc.

Cavaleiro Morto escreveu: Eles caíram por motivos não conhecidos e se integraram a Lyon, acabando com a última linhagem real conhecida dos antigos reinos anões.

"não conhecidos" porque é um mistério ou "não conhecido" porque tinham de cair?

Cavaleiro Morto escreveu:
* Anões são um povo honrado, quando digo honrado eu me refiro a manter sua palavra e toda a parte de não trair as suas alianças, que se divide entre aqueles que buscam avidamente por sua deusa para restaurar a glória do seu povo e por aqueles que ainda estão em luto por conta da morte da sua deusa. Ambos os tipos usam barbas rentes e são fiéis a Hannah. Eles seriam o anão padrão do cenário.

Honrado como leal, não do tipo "cantou a minha irmã? Duelo de Honra AGora! Até a Morte!". Certo.

A questão da "depressão e cordialidade"... voa também?

Cavaleiro Morto escreveu: * Os outros tipos de anões são variados, normalmente cultivam as suas barbas...

Não faça isso... ¬¬ Não crie estigmas.

Chamar de "Bárbaro" os removem de civilizações. os anões do Penhasco compuzeram o reino da Doravânia (certo que a montanhesa Doravânia ocidental, mais rústica e rupestre, mas não chegam a ser bárbaros). Vejo os Nibelungos como uma sociedade extremamente sofisticada. Não teve sucesso na guerra e foi relegada, mas isso não os garantem fúria bárbara ou coisa do tipo.

Cavaleiro Morto escreveu: Eles são as linhagens que diferem do padrão, sendo incomuns ou raras no cenário.

Último ponto: a população anã. Não só os "bárbaros proscritos"... Mas em geral.

Imagino que hajam 1 elfo para cada 10 humanos em Meliny (considerando controle populacional e número de grandes reinos)... Quantos seriam os anões? Eles são talentosos e mesclaram-se à virótica sociedade humana. Apesar de não ter nenhum reino próprio como os elfos, dá para imaginar 1 anão para cada 50 humanos.

Desses, 1 anão "incomum" para cada 8 anões da linhagem de Forgia (somando os de tyrun e os de Deanor). Ao norte, ficaria 1 para 3 (tem uma cidade-estado dos Anões das armas e a Doravânia com grande população de anões Penhascos). Eles ficariam com maiores núcleos populacionais concentrados entre Lyon e Deanor, enquanto apenas "pontos de luz" no norte e nenhum nos nortes extremos (Kjéria e Lykaon).

(Meu... como é chato o multicites!)
avatar
dr_Hardman

Mensagens : 170
Data de inscrição : 27/05/2013

Ficha do Personagem
Escala de Poder: Heróica

Ver perfil do usuário http://drhardman.blogspot.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Proposta: Anões

Mensagem por Cavaleiro Morto em Qua Jul 03, 2013 3:38 pm

Bem, eu posso mudar para descrição textual. Ex.: "Anões comuns teriam uma visão aguçada e enchergam com pouca luz. Anões das Armas enxergam na escuridão total até trinta metros de distância. Duegar, Sessenta.

Tira a parte de números, eu prefiro algo assim: Anões teriam uma visão aguçada e enxergam com pouca luz. Anões de Armas por sua vez enxergam na escuridão total.

Cavaleiro Morto escreveu:
Aqui neste ponto eu coloquei a migração da nobreza anã restante no sul para Tyrun, deixando para trás os anões que eram menos-nobres em Deanor. Tyrun era um pretenso reino anão, mas que tinha o tamanho de uma das cidades-fortalezas de antigamente, tendo durado da Guerra da Magia até o meio da Nova Era.

Isso se chama "cidades estados".

No guia completo para os anões do D&D mostram que os pequenos não eram tão apegados á Terra em si, "importante demais para ter um dono". Costumavam a alternar entre coletores/caçadores e comerciantes, uma ou outra "fazenda" de cogumelos, mas a terra, não sendo ameaças se aproximando, era de boa. Humanos que inventam fronteiras e etc.

As cidades não eram independentes, elas ainda deviam obediência a nobreza de Tyrun, por isso o termo cidade-fortaleza. Com o fim da nobreza podemos ter elas elevadas a cidades-estado, a escolha caberia a cada comunidade.

Eu não gosto de seguir o que está nos livros de outros sistemas sobre anões como verdade, 1° Não podemos citar o material, 2° Eu gostaria de colocar o consenso do que o povo daqui acha dos anões como sendo os nossos anões.

Cavaleiro Morto escreveu: Eles caíram por motivos não conhecidos e se integraram a Lyon, acabando com a última linhagem real conhecida dos antigos reinos anões.

"não conhecidos" porque é um mistério ou "não conhecido" porque tinham de cair?

Faz parte da queda da raça, Tyrun era o último bastião da sua linhagem real.

Cavaleiro Morto escreveu:
* Anões são um povo honrado, quando digo honrado eu me refiro a manter sua palavra e toda a parte de não trair as suas alianças, que se divide entre aqueles que buscam avidamente por sua deusa para restaurar a glória do seu povo e por aqueles que ainda estão em luto por conta da morte da sua deusa. Ambos os tipos usam barbas rentes e são fiéis a Hannah. Eles seriam o anão padrão do cenário.

Honrado como leal, não do tipo "cantou a minha irmã? Duelo de Honra AGora! Até a Morte!". Certo.

Eu não cantaria a irmã de um anão por outros motivos Smile, mas como honrado entenda comportamento Leal.

A questão da "depressão e cordialidade"... voa também?

Cordialidade eu não gosto, acho que o termo certo é polido :)Sobre depressão, eu entendo o luto anão como algo rabugento e sombrio, nada a ver com hemos e afins.

Cavaleiro Morto escreveu: * Os outros tipos de anões são variados, normalmente cultivam as suas barbas...

Não faça isso... ¬¬ Não crie estigmas.


Aqui é um ponto crucial da raça, se tem barba não segue Hannah.

Chamar de "Bárbaro" os removem de civilizações. os anões do Penhasco compuzeram o reino da Doravânia (certo que a montanhesa Doravânia ocidental, mais rústica e rupestre, mas não chegam a ser bárbaros). Vejo os Nibelungos como uma sociedade extremamente sofisticada. Não teve sucesso na guerra e foi relegada, mas isso não os garantem fúria bárbara ou coisa do tipo.

Olha o que eu escrevi:

* Os outros tipos de anões são variados, normalmente cultivam as suas barbas e não mostram apreço a deusa Hannah ou escolheram deixá-la ir. Podemos ter os anões bárbaros, os clãs que abraçaram outro deus ou anões inovadores demais para o pragmatismo da sua raça. Eles são as linhagens que diferem do padrão, sendo incomuns ou raras no cenário.

Os bárbaros são uma das opções, depois temos os clãs que não-são bárbaros e que seguem uma outra divindade e por fim aqueles que fogem do conceito da raça.

Último ponto: a população anã. Não só os "bárbaros proscritos"... Mas em geral.

Imagino que hajam 1 elfo para cada 10 humanos em Meliny (considerando controle populacional e número de grandes reinos)... Quantos seriam os anões? Eles são talentosos e mesclaram-se à virótica sociedade humana. Apesar de não ter nenhum reino próprio como os elfos, dá para imaginar 1 anão para cada 50 humanos.

Eu penso em algo mais prático, comum, incomum e raro. Humanos são comuns, elfos e anões são incomuns. Uma linhagem diferente de humanos seria incomum, enquanto uma linhagem do mesmo tipo de anões ou elfos seria rara.

Desses, 1 anão "incomum" para cada 8 anões da linhagem de Forgia (somando os de tyrun e os de Deanor). Ao norte, ficaria 1 para 3 (tem uma cidade-estado dos Anões das armas e a Doravânia com grande população de anões Penhascos). Eles ficariam com maiores núcleos populacionais concentrados entre Lyon e Deanor, enquanto apenas "pontos de luz" no norte e nenhum nos nortes extremos (Kjéria e Lykaon).

Como disse, eu prefiro trabalhar com termos. Os anões do penhasco seriam comuns em Doravania, mas ao se pegar Meliny seriam raros, do mesmo jeito que os anões de armas na região da sua cidade-estado.

_________________
[]s

Cavaleiro Morto
avatar
Cavaleiro Morto

Mensagens : 73
Data de inscrição : 27/05/2013
Idade : 38
Localização : Guaratinguetá/SP

Ficha do Personagem
Escala de Poder: Heróica

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Proposta: Anões

Mensagem por dr_Hardman em Qui Jul 04, 2013 10:56 am

Hmm... Temos um material para anões.

Estou tendo umas idéias envolvendo a guerra aos orcs no Grande Invenro, um "reencontro" nos Reinos Antigos, e a calamidade para com Hannah. Nada profundo e descritivo. Seria como as famílias élficas e o Fëanor: O maluco foi correndo atráz, uns ficaram viraram anões "A"; uns se perderam ou foram despistados, viraram anões "B", os parentes do "apressado" viram Anões "C", etc.

A família Tyrun seria a central, regentes de um teórico reino único (descendentes de Hannah?). Com as guerras, colapsos de túneis/cidades, famílias foram separadas, outros menos nobres afrontaram, e daí teremos a árvore.

O que acha?
avatar
dr_Hardman

Mensagens : 170
Data de inscrição : 27/05/2013

Ficha do Personagem
Escala de Poder: Heróica

Ver perfil do usuário http://drhardman.blogspot.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Proposta: Anões

Mensagem por Cavaleiro Morto em Qui Jul 04, 2013 4:16 pm

A família real de Tyrun era o que tinha sobrado da linhagem de reis do povo anão, ou melhor dos herdeiros de Hannah, com o fim deles ela se extinguiu, mas nada impede que um dos ramos perdidos reapareça mais para frente.

Eu gosto de variedade e para ficar mais a cara dos anões, o ideal seria cada um dos outros tipos ser uma derivação de anões ligados a sua história.

Exemplos:

A queda do reino anão do Norte, ainda durante a Era dos Povos Ancestrais poderia ter gerado uma linhagem que no seu passado foi escrava de orcs ou que se refugiaram nas profundezas profundas das profundezas Smile

O fim do reino anão do sul pode ter criado clãs de anões que passaram a cultuar outros deuses, antes mesmo das Muitas Mortes de Hannah.

E outras coisas do tipo, de acordo com a imaginação de cada autor Smile

_________________
[]s

Cavaleiro Morto
avatar
Cavaleiro Morto

Mensagens : 73
Data de inscrição : 27/05/2013
Idade : 38
Localização : Guaratinguetá/SP

Ficha do Personagem
Escala de Poder: Heróica

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Proposta: Anões

Mensagem por dr_Hardman em Sex Jul 12, 2013 6:06 am

Comecei a rascunhar algumas idéias lendo o RC mais antigo de Meliny (misteriosamente eu salvei-o num pendrive antigo).

Mas creio que preciso de uma linha-guia, para saber momentos e encaixar eventos. Falta ainda os anões do gelo e o que causou a loucura dos Duegar.

avatar
dr_Hardman

Mensagens : 170
Data de inscrição : 27/05/2013

Ficha do Personagem
Escala de Poder: Heróica

Ver perfil do usuário http://drhardman.blogspot.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Proposta: Anões

Mensagem por Cavaleiro Morto em Sex Jul 12, 2013 3:03 pm

Usar arquivos antigos para escrever não me parece uma boa ideia, eu sugiro vc se basear na linha do tempo presente no fórum.

_________________
[]s

Cavaleiro Morto
avatar
Cavaleiro Morto

Mensagens : 73
Data de inscrição : 27/05/2013
Idade : 38
Localização : Guaratinguetá/SP

Ficha do Personagem
Escala de Poder: Heróica

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Proposta: Anões

Mensagem por dr_Hardman em Ter Fev 03, 2015 2:14 pm

Requentando assunto velho:

Peguei um pouco de cada coisa mais recente, e eis um sumário sumaríssimo:

Na era mítica, Othen e Hannah criaram os anões a partir de titãs arrogantes.

(tanto faz, isso é mitologia. Pode até não ter acontecido. É a crença geral... até por que a deusa não está mais por aí para desmentir ou confirmar).

Destes, surgiram os primeiros reinos: Argul e Forgia.

O primeiro caiu antes de Grande Inverno. Todos migraram para Forgia, e interditaram as cavernas para não serem seguidos. Neste ponto, pode-se criar algo.

Fórgia caiu na era dos reinos antigos (para Lutia), e um reino - ora descrito como deslumbrante, ora como modesto - foi criado pela antiga realeza: Tyrun. Sua localização foi "ao sul dos Bosques verdes". Antigo aliado de Lyon, hoje destruído (às vezes pela horda de orcs, às vezes pelos magos).

Anões não nobres se debandaram, ficando mais em Deanor que em outros lugares. Destaque:
Duralin (Deanor), numa ilha
Narun (também em Deanor), em um lugar chamado "Montanhas de Falena".
Além destes, Volstak (de certa forma).
Eu "peguei" a Cidade de Nove Níveis na Doravânia e grande participação em Genesa. Estes últimos são claramente paralelos aos de Deanor. Os outros, uma família à parte.

Eu sinto falta de um Nome heróico. Volta e meia u reino anão cai em batalha... Mas não tem um nome honrado das lendas anãs, um Rei Artur ou coisa e tal. Um feito marcante como ficar com seus 300 segurando orcs/magos/testemunhas de Jeová enquanto os civis debandavam!

Hannah morreu na Guerra da Magia, ou seja, é relativamente recente (alguns anões anciões estavam vivos, outros estão ha apenas uma geração do evento). Para mim, já houve muito espalhamento para uma ordem de Tyrun ser ouvido por todos como você pretende. Talvez se ligasse algo místico, tipo uma arma ancestral ou ítem na qual os anões como um todo saibam tal decreto, mesmo não sendo súditos diretos de Tyrun. Novamente, precisaríamos de um Rei Arthur, ou um Lion-o.
Aí sim só o total barbarismo ou a devoção a outro deus/cultura tornariam os proscritos minoria desobediente.
avatar
dr_Hardman

Mensagens : 170
Data de inscrição : 27/05/2013

Ficha do Personagem
Escala de Poder: Heróica

Ver perfil do usuário http://drhardman.blogspot.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Proposta: Anões

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum